Resenha: Terra de Histórias - O Feitiço do Desejo, Chris Colfer

16:58

"O mundo sempre preferirá conveniência à realidade - disse a Diabólica. - É muito mais fácil odiar, culpar e temer do que compreender. Ninguém quer a verdade. Todos querem o entretenimento."


    Primeira resenha de 2016. Decidi começar logo e não iniciar o ano com um post sobre promessas e desafios. Já sabem que é difícil para mim me comprometer com prazos, não? Bem, ainda estamos em Janeiro e eu li três livros até o momento. Vamos conversar sobre um deles.


    Eu comprei Terra de Histórias - O Feitiço do Desejo, de Chris Colfer (você provavelmente o conhece como o Kurt de Glee) na Livraria Nobel, ano passado, não lembro o preço mas não foi uma "facada" (coisa comum nessas livrarias...). Já tinha ouvido falar sobre o livro, a capa e edição me atraíram, levei. Iniciei a leitura somente em agosto de 2015. A leitura foi um pouco arrastada no começo mas pelo final já lia com fluidez e terminei de ler há uma ou duas semanas atrás. 
    O livro conta a história dos gêmeos Alex e Conner Bailey. São duas crianças vivendo dias difíceis após a morte do pai, um apaixonado por livros e contos de fadas. Alex tem a mesma paixão pelos contos mágicos e fantásticos fazendo com que sonhe em um dia conhecer lugares que só se encontram nos seus livros. Já seu irmão, Conner, não compartilha do mesmo gosto. Enquanto sua irmã gosta de estudar, sorrir e conversar, ele é um pouco reservado e desinteressado.


    Depois de receberem da avó o livro de contos Terra de Histórias, ele revela-se verdadeiramente mágico e os transporta para o mundo dos contos de fadas. Ah sim! Um mundo habitado por conhecidos príncipes, princesas, criaturas extraordinárias e até mesmo vilões, mas o que há de especial nisso? Bem, Colfer foi esperto e explorou no livro o que aconteceu depois do "felizes para sempre." Esse é o "X" da história. Cachinhos Dourados está sendo procurada por todo reino, a malvada madrasta de Branca de Neve fugiu de sua prisão, João (não eu, mas sim aquele que derrubou um certo pé-de-feijão) vive sendo bajulado por Chapeuzinho Vermelho...

    
Assim os gêmeos começam a explorar esse mundo e vão descobrindo algumas mudanças que não estão registradas nos livros. Alex, entusiasmada, não resiste e quer conhecer tudo e todos, enquanto Conner só quer voltar para casa. Para fazer isso eles devem reunir itens mágicos do chamado Feitiço do Desejo, podendo assim voltar para seu verdadeiro lar. É claro que esses itens estão espalhados por todos os reinos e os gêmeos precisam enfrentar vários desafios. Todo cuidado é pouco, porque eles não são os únicos na caçada pelos itens.

        O que eu achei? Tive uma relação de amor e ódio com este livro. No início não gostei da história, foi entediante em algumas partes, sendo que outras eram muito previsíveis. Fiquei um pouco irritado às vezes, por me parecer algo bobo e com ideias conhecidas (por exemplo, após o felizes para sempre Bela Adormecida nunca negou gostar de uma soneca). Assim percebi que talvez eu não gostei muito por ser um livro para crianças! Não digo que somente crianças de onze ou doze anos devem ler esse livro, não. O que digo é que a história pode parecer mais agradável e pode ter maior aceitação por esse público. (Veja a foto ao lado, retirada do Instagram do autor)

    Claro que livros infantis não são apenas para crianças. Somente neste caso em particular, eu queria algo mais. O problema é que esse algo mais seria muito violento e sangrento, saibam então que essa pequena "rejeição" é fruto tão somente de minha experiência como leitor, dos meus gostos. Você terá certamente outra experiência de leitura, por isso eu recomendo o livro. O final foi muito bom. Me animou e compensou o tédio das primeiras páginas. Se você gosta de contos de fadas, leia. Ah, crianças gostarão mais ainda. Em breve volto com mais resenhas, mas aí está uma por hora! Abraço, caro leitor(a).

Não Derrame Café no Seu Livro, por João Augusto

You Might Also Like

1 comentários

  1. Estou interessado em ler esse livro, mas parece que é bem infantil. Um dia lerei ele. Adorei a sua resenha.

    lerparaesclarecer.blogspot.com

    ResponderExcluir